Quando um alternador falha completamente, você sabe disso. Na maioria dos casos, a luz de carregamento acenderá no painel e você pode enfrentar um ou mais dos seguintes sintomas:


• O motor trava enquanto dirige devido à perda de energia elétrica
• Escurecimento do painel de instrumentos e luzes da cabeça
• Problemas ao ligar o veículo
• Repetida necessidade de pular o arranque do veículo devido a bateria descarregada
• Ruído anormal


Precisando de um serviço automotivo?
Informe o serviço que precisa e receba orçamentos pelo WhatsApp


Existem algumas maneiras diferentes de o alternador falhar:

Subcarga: Quando o alternador está descarregando, as luzes podem diminuir ou tremer e a bateria ficará descarregada. Uma bateria descarregada pode resultar em um veículo difícil de iniciar ou que não inicia de todo. Se você estiver dirigindo o veículo quando o alternador se apagar, o veículo irá eventualmente parar. Em veículos modernos, um alternador de carga insuficiente pode resultar em uma luz do motor de verificação iluminada. Também pode causar todos os tipos de problemas com os controles eletrônicos e do computador de bordo.

Sobrecarga: Um alternador sobrecarregado pode resultar em vida útil curta da lâmpada. Em veículos modernos, um alternador de sobrecarga pode resultar em uma luz de motor de verificação iluminada. Também pode causar todos os tipos de problemas com os controles eletrônicos e do computador de bordo.

Ruídos nos rolamentos: Em alguns casos, um alternador ainda pode funcionar corretamente, mas faz muito barulho. Normalmente, o ruído será um zumbido agudo que coincide com as rotações do motor. Isso normalmente indica que os rolamentos dentro do alternador estão falhando.

Como funciona um alternador?


O alternador é a parte principal do sistema de carregamento. Não só ele carrega a bateria, mas também fornece energia para todo o veículo quando o motor está funcionando. Sem o alternador, seu veículo morrerá rapidamente.

Para desenvolver a corrente, o alternador depende de algo chamado indução eletromagnética. Esse fenômeno ocorre quando um condutor é movido através de um campo magnético, resultando na produção de eletricidade. Dentro do alternador há um conjunto estacionário de enrolamentos, chamado de estator, e um eletroímã giratório, chamado de rotor. Os bobinas de campo do rotor recebem energia através de escovas que deslizam contra anéis coletores.

Um cinto é usado para afastar o alternador do virabrequim do motor. A polia de acionamento do alternador está diretamente conectada ao rotor. Quando o motor gira, o rotor gira e a eletricidade é gerada nos enrolamentos do estator.

O alternador produz corrente alternada (CA) e o resto do veículo usa corrente contínua (CC). Como resultado, a corrente CA deve ser convertida em CC usando uma ponte de diodo retificado. Os diodos são basicamente válvulas de retenção unidirecionais, que impedem que a corrente CA flua nos dois sentidos. Esse processo, conhecido como retificação, converte corrente CA em CC.

Em veículos mais antigos, um regulador de tensão é usado para controlar a saída do alternador. O módulo de controle do motor (ECM) controla a saída do alternador nos veículos do modelo final.

Como solucionar um problema do alternador


Verificar o alternador é um processo relativamente fácil. A tensão de carga do alternador pode ser verificada usando um multímetro digital nos terminais da bateria. Com uma bateria totalmente carregada, a tensão de carga do alternador deve ser de aproximadamente 13,8 a 14,2 volts em marcha lenta (luzes apagadas). A saída de amperagem do alternador também pode ser verificada. Isso é feito colocando uma carga no sistema enquanto verifica a corrente usando uma sonda indutiva ao redor do fio da bateria.

Talvez, a maneira mais fácil de verificar o alternador seja com um testador de sistema de carga / partida dedicado. A maioria das instalações de reparo e algumas lojas de autopeças têm acesso a essas ferramentas. Basta apertar alguns botões na ferramenta e seguir as instruções para determinar se o alternador está bom ou ruim.

Antes de condenar o alternador, é uma boa ideia verificar a correia de transmissão. Uma correia de transmissão escorregadia ou solta pode resultar em um alternador que não carrega corretamente. Também é uma boa ideia carregar e verificar a bateria, pois uma bateria com curto interno pode levar a sobrecarga do alternador.

No passado, os alternadores eram reparados e reconstruídos. Mas hoje em dia, eles são relativamente baratos e geralmente são substituídos. Então, se o seu alternador é ruim, trocar o alternador é a correção usual.


A sua oficina agora está online!


A Sua Oficina Online trabalha para diminuir a falta de confiança que os consumidores têm no setor de reparação automotiva, fornecendo gratuitamente informação e ferramentas que conectam donos de carro com as oficinas mecânicas mais bem avaliadas pelos clientes de todo Brasil.


Aqui você compara o preço de serviços mecânicos das melhores oficinas próximas de você. Venha fazer parte da nossa comunidade e garanta o melhor custo benefício possível!

Sua Oficina Online

Sua Oficina Online

Encontre oficinas próximas a você e compare preços de serviços mecânicos gratuitamente e em poucos cliques

Leia Mais
Sintomas de um mau alternador
Share this

Subscribe to Sua Oficina Online