Se há fumaça saindo do seu capô, uma luz vermelha de advertência de temperatura está acesa no seu painel ou o medidor de temperatura está aproximando-se do máximo, é hora de sair da pista e desligar o motor antes que ele comece a ferver: você está com algum problema com o sistema de refrigeração do seu carro. Nessa situação você deve fazer tudo o que puder para evitar o superaquecimento - um problema muito maior.


Qualquer indicação de superaquecimento do motor é um problema sério, portanto, a melhor ação a se tomar é desligar o motor para evitar maiores danos. Conduzir um automóvel com um motor sobreaquecido pode deformar os cilindros e danificar o radiador ou as partes internas do motor, tais como válvulas e pistões.


Infelizmente, em algumas ocasiões mesmo deixar desligar o motor, deixá-lo esfriar por uma hora e completar o radiador com uma mistura fluido (50%) e água (50%) pode não resolver o problema. Aqui estão algumas razões para um motor superaquecer:


• O nível do líquido refrigerante pode estar extremamente baixo devido a negligência por um longo período ou porque um vazamento de fluido se desenvolveu nas mangueiras do radiador ou no próprio radiador. O fluido circula dentro do bloco do motor para resfriá-lo, e o vazamento pode estar no bloco ou na mangueira da bomba de água.
• O fluido antigo perde suas propriedades inibidoras da corrosão, permitindo que a ferrugem se forme e, por fim, causa danos ao motor.
• O termostato que permite que o refrigerante circule pode estar preso na posição fechada ou um entupimento pode ter se desenvolvido, talvez por causa da presença de detritos no sistema de resfriamento.
• O ventilador de arrefecimento do motor para de funcionar ou as canaletas do radiador ficam entupidas com resíduos, de modo que o fluxo de ar que reduz a temperatura do líquido refrigerante fica restrito.
• A tampa do radiador é danificada e não mantém mais pressão suficiente no sistema de resfriamento, permitindo que o refrigerante ferva.
• A junta do cabeçote que veda a folga entre a cabeça do cilindro e o bloco do motor pode se romper, permitindo que o líquido refrigerante vaze dentro das câmaras de combustão. Nesse caso a fumaça fica bastante visível saindo do escapamento.
• A bomba de água para de funcionar ou a correia que a impulsiona se rompe ou perde a aderência, o que impossibilita o adequado bombeamento do líquido refrigerante entre o motor e o sistema de arrefecimento.
• Você está excedendo a capacidade de resfriamento do veículo ao, por exemplo, carregar um volume de carga exagerada para o porte do seu veículo.


Verificar regularmente o nível do líquido de arrefecimento do seu motor pode ajudar a evitar desastres. Se você tiver problemas nesse sistema procure resolver antes que se isso se torne uma grande dor de cabeça, pois um motor superaquecido pode fundir, exigindo até retífica do motor. Conferir a qualidade e nível do fluido, além de inspecionar todo o sistema a cada dois anos é uma maneira ainda melhor de evitar problemas no sistema de arrefecimento.


A Sua Oficina Online ajuda proprietários de carros a encontrarem as melhores oficinas da sua região e comparar preços dos serviços automotivos.

Sua Oficina Online

Sua Oficina Online

Encontre oficinas próximas a você e compare preços de serviços mecânicos gratuitamente e em poucos cliques

Leia Mais
Problemas comuns no radiador e no sistema de arrefecimento
Share this

Subscribe to Sua Oficina Online