Dicas essenciais para nunca mais ser enganado


Muitas vezes, embora nós queiramos comprar um carro novo, nossos recursos nos permitem comprar apenas um Voyage usado. No entanto, apesar de ser um carro de baixo custo, isso não significa que devamos parar de tomar as precauções necessárias para evitar cair em uma potencial fraude, como no caso da quilometragem adulterada.

Isto é feito com o propósito de enganar os compradores potenciais de um veículo, fazendo parecer que o carro à venda não tem o desgaste que deveria ter devido a sua real quilometragem.

Muitas pessoas não costumam ter a quilometragem do veículo como algo essencial a ser observado na hora da compra de um usado, no entanto ela é muito importante por ser um indicador da vida do carro.

E, para os compradores de automóveis usados, essa é uma informação indispensável para realizar a manutenção das peças que são programadas quando atingem certos quilômetros.

Embora a indústria de veículos tenha melhorado consideravelmente nos últimos anos (mais informações, mais profissionalismo, resposta dos revendedores oficiais), ainda existem ferramentas antiéticas que tornam a prática de alterar quilometragem algo simples.

Então, para lhe ajudar na próxima compra de um usado, aqui estão alguns pontos que você deve ter em mente para evitar uma dor de cabeça que traga despesas não planejadas para o futuro.


Precisando de um serviço automotivos? Compare preços de oficinas da sua região
Informe o serviço que precisa e receba orçamentos pelo WhatsApp


Mantenha o foco nos detalhes


Verificar o desgaste dos componentes internos de um Voyage usado pode dar uma ideia geral da utilização e do curso real do automóvel, uma vez que um carro com baixa quilometragem deve parecer ter sido menos usado também.

Por exemplo, o desgaste do leme, dos assentos dianteiros e traseiros, da alavanca de câmbio, dos plásticos, dos estofados, dos componentes e dos botões do console do carro são alguns dos pontos que precisam ser verificados.


Observe o odômetro e verifique se há vestígios de que a quilometragem foi adulterada


Na hora de revisar um veículo com um odômetro analógico, há mais indicadores para os quais devemos prestar atenção. Um odômetro que não tenha sido alterado apresenta seus números alinhados e sem marcações.

Em geral, quando o odômetro é manipulado, algumas marcas de desgaste serão notadas nos cantos.

Também devemos observar com cuidado se cada um dos dígitos está alinhado com o seguinte, já que, às vezes, quando o trabalho de adulteração do odômetro não é feito corretamente, acaba ficando uma pequena diferença no alinhamento entre os dígitos, especialmente com o primeiro à esquerda.

Preste igualmente atenção se a placa do painel tem marcas de ter sido desmontada, já que esta etapa é necessária para acessar o odômetro analógico.

Já identificar a adulteração de um odômetro digital, como aqueles que têm nos modelos Ecosport, é um processo mais complicado e só pode ser feita por um especialista.

É bom lembrar que apenas carros de alta gama mantêm um registro de bordo do número de quilômetros rodados. Caso o veículo que você deseja não seja top de linha, o que dá para fazer como usuário é ser cauteloso e observar as pistas dadas abaixo.

Verifique, por exemplo, o estado de corrosão do chassi, o desgaste dos discos de freio, a presença de vazamentos de óleo e vestígios de manutenção ou reparação de componentes mecânicos. O estado em que se encontra os itens citados pode lhe dar ao menos uma boa dica se é uma boa ideia ou não adquirir o veículo.


Tente calcular a quilometragem do carro com base no ano de fabricação dele


Em média, viagens de carro em condições normais costumam somar de 10 a 20 mil quilômetros por ano.

Suponha, então, que o Ecosport usado que você queira comprar tenha percorrido essa média de 10 mil quilômetros a cada ano, e considerando, por exemplo, que ele seja de 2010, então deveria apresentar uma quilometragem de pelo menos uns 80 mil quilômetros.

Se, no entanto, o carro mostrar no odômetro uma leitura de 40 mil quilômetros, poderíamos estar na frente de um veículo com adulteração de quilometragem e, portanto, será necessário ter maiores precauções antes de comprá-lo.

Um carro com baixa quilometragem também não deve mostrar sinais de reparos ou trocas de peças em maior medida e o mais seguro para o comprador seria optar por não comprar esse carro em questão.


Resumo: 5 aspectos básicos a ter em conta ao tentar identificar se a quilometragem de um carro usado foi adulterada


1. Registros de quilometragem: Quando você compra um automóvel usado, pode procurar registros de possíveis serviços que foram feitos ao veículo. Nesses registros pode haver também a real quilometragem do carro.

2. Verificação mecânica básica: Se a alavanca das velocidades, os pedais ou o volante estiverem gastos, significa que o carro foi utilizado durante muito tempo.

3. Tipo de uso do veículo: Se você verificar que o carro foi usado em trabalhos como o transporte público, é possível que sua milhagem seja maior que a média. Mesmo que o carro tenha pertencido a vários proprietários, você também pode tirar conclusões sobre quanto o veículo foi usado.

Além disso, tente não cair na cilada de histórias incomuns e boas demais para serem verdade, como “este carro pertencia a um professor que só andava nele uma vez por mês” ou “o proprietário era um pensionista que ficou quase dois anos no exterior”.

Casos assim geralmente são muito difíceis de serem reais, principalmente se estivermos falando de um carro que já está à venda há muito tempo.

4. Uso médio do carro: Uma pessoa costuma dirigir um Gol, por exemplo, entre 10 e 20 mil quilômetros por ano. Se multiplicarmos esses números pelo tempo de uso do veículo, uma faixa aproximada de sua vida útil pode ser obtida.

5. Ajuda profissional: Quando temos um carro de segunda mão, é ideal levarmos ele a um mecânico que possa verificar as peças do veículo. A partir dessa revisão você pode ter uma ideia de quanto o automóvel foi usado e, possivelmente, se houve alguma alteração de sua quilometragem.

Esperamos que essas dicas tenham lhe ajudado de alguma forma. Agora, sim, já dá para correr até aquele site de compra e venda de automóveis para procurar por aquele Gol que você também deseja.


Compartilhe o post nas redes sociais e ajude quem você conhece a não cair nesse tipo de cilada também!


Precisando de um serviço automotivos? Compare preços de oficinas da sua região
Informe o serviço que precisa e receba orçamentos pelo WhatsApp


A Sua Oficina Online trabalha para diminuir a falta de confiança que os consumidores têm no setor de reparação automotiva, fornecendo gratuitamente informação e ferramentas que conectam donos de carro com as oficinas mecânicas mais bem avaliadas pelos clientes de todo Brasil.


Aqui você compara o preço de serviços mecânicos das melhores oficinas próximas de você. Venha fazer parte da nossa comunidade e garanta o melhor custo benefício possível!

Sua Oficina Online

Sua Oficina Online

Encontre oficinas próximas a você e compare preços de serviços mecânicos gratuitamente e em poucos cliques

Leia Mais
Quilometragem adulterada: como identificar ao trocar de carro?
Share this

Subscribe to Sua Oficina Online